111

30 de janeiro de 2011

Dama da noite.

            Todos me chamam e nem sabem que durmo o dia inteiro.



Caio Fernando Abreu

Conteúdo impróprio.



A gente finge que arruma o guarda-roupa, arruma o quarto, arruma a bagunça. Tira aquele tanto de coisa que não serve, porque ocupar espaço com coisas velhas não dá. As coisas novas querem entrar, tanta coisa bonita nas lojas por aí. Mas a gente nunca tira tudo. Sempre as esconde aqui, esconde ali, finge para si mesmo que ainda serve. A gente sabe. Que tá curto, pequeno, apertado. É que a gente queria tanto. Tanto. Acredito que arrumar a bagunça da vida é como arrumar a bagunça do quarto. Tirar tudo, rever roupas e sapatos, experimentar e ver o que ainda serve, jogar fora algumas coisas, outras separar para doação. Isso pode servir melhor para outra pessoa. Hora de deixar ir. Alguém precisa mais do que você. Se livrar. Deixar pra trás. Algumas coisas não servem mais. Você sabe. Chega. Porque guardar roupa velha dentro da gaveta é como ocupar o coração com alguém que não lhe serve. Perca de espaço, tempo, paciência e sentimento. Tem tanta gente interessante por aí querendo entrar. Deixa. Deixa entrar: na vida, no coração, na cabeça.

Caio F. Abreu 

26 de janeiro de 2011

Sou uma tímida alternativa. Uma simpática seletiva.


Eu sou sim a pessoa que some, que surta, que vai embora, que aparece do nada, que fica porque quer, que odeia a falta de oxigênio das obrigações, que encurta uma conversa besta, que estende um bom drama, que diz o que ninguém espera e salva uma noite, que estraga uma semana só pelo prazer de ser má e tirar as correntes da cobrança do meu peito. Que acha todo mundo meio feio, meio bobo, meio burro, meio perdido, meio sem alma, meio de plástico, meia bomba.

Sei do meu valor .


Você sabe que não sou mulher de arrependimentos, de olhar pra trás, essas coisas. A gente tem que mirar no alvo e atirar, pronto, foi. A flecha não volta. Se acertamos ou erramos, não tem volta. Foi assim que levei a vida sempre.

Caio Fernando Abreu.

Amar-dorismo.

Eu só escrevo quando eu quero, eu sou uma amadora e faço questão de continuar a ser amadora. Profissional é aquele que tem uma obrigação consigo mesmo de escrever, ou então em relação ao outro. Agora, eu faço questão de não ser profissional, para manter minha liberdade.

Clarice Lispector.

Sossega menina .

Fiz meu berço na viração
Eu só descanso na tempestade
Só adormeço no furacão.
Tom Zé.



25 de janeiro de 2011

Ressaca de Fim.

Eu queria vomitar a dor. Toda. Olhar na privada e sorrir como quem bota pra fora meio litro de vodka. Queria sentir o enjôo passar… Colocar fim a essa sensação de murro recém levado no estômago. Vomitar até não conseguir ficar em pé. Despejar tudo. Tudo que não sai com as palavras e que não passa com o tempo… Ressaca de meses. Ano sem fim.

Sweet Pimenta.


Sou doce, mas posso ser BEM amarga. Chocolate, mas também posso ser pimenta. E não é pimenta doce, vai por mim! Consigo ser perfeita e imperfeita dentro de um corpo só. Não se pode ter tudo, não é mesmo? Meus defeitos não são poucos, nem fáceis de se lidar. Você tem paciência? Não me cobre nada, detesto cobrança, deixa que eu sei o que fazer e quando fazer. É como já dizia Clarice: "Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro". Faço sempre o melhor que posso, o que, ainda assim, pode não ser o suficiente pra alguns, mas isso já não depende de mim... Minha vida é regida por um único fator, o tempo. O meu tempo. Tenho uma perseguição intuitiva do conceito teórico e prático da felicidade. Mas essa descoberta não é feita sozinha, ao contrário dos que afirmam a solidez do meu coração, ele sabe perfeitamente a quem comporta. E só há uma razão pela qual levo pessoas tão pesadas com tanto amor dentro de mim: confiança. E assim vou vivendo, feliz e amadurecendo com a esperança de que a cada dia, serei um pouco mais feliz. E inteira

19 de janeiro de 2011

Humor tem haver com Amor ?!

Ai tem dias que eu acordo assim... escrevi isso na minha agenda ...

Sem dinheiro,sem amor,sem graça e sem dor.
Tristeza,ódio e rancor.
o que eu tenho no coração?
Crueldade no olhar,um grito de ódio na garganta..
 Estou em contagem recressiva para
explodir... sou uma bomba relógio ,preciso expor meus sentimentos..

Céu nublado igual ao meu humor hoje...Não quero abrir uma luz,um sorriso em mim, Porque eu já perdi você e ninguem entende que perder você é perder a vida e a própria alma.

9 de janeiro de 2011

Errar é aprender ?

Há varios momentos da Nossa vida que somos tão castigados por nós mesmos. eu estou passando por esse momento. Descobertas,Falsidades,falhas,erros e por aii vai. Às vezes penso por que temos que errar para aprender, ser curioso para descobrir,tomar na cara pra ver verdades que nossa consiencia não vê. Dificil crescer hein... evoluir.... Pensava que tudo que eu quisesse na vida viria sem esforço voando em minhas mãos..hahaha não é bem assim..
Temos que lutar para ter tudo que queremos, ir pelo caminho que é certo nãopelo mais facil. Esforçar cada dia para ser uma pessoa melhor para darmos exemplos bons aos nossos filhos quem sabe no futuro.
Acredito que tudo que acontece conosco tem uma força que vem de Deus que conheçe nosso ser da cabeça aos pés. Ele quer que nós evoluimos,ficamos sabios e outras coisas.
Por fim, a vida é muito boa se fazemos tudo certinho que graça tem? O errado é mais interessante se nós pudermos corrigir e apreder.. (mais as vezes né..errar sempre tambem não dáH kkkk's). ;*